Novo projeto MeerWissen selecionado para reforçar as soluções marinhas baseadas na natureza em África

MeerWissen

Novo projeto MeerWissen selecionado para reforçar as soluções marinhas baseadas na natureza em África

Novo projeto MeerWissen selecionado para reforçar as soluções marinhas baseadas na natureza em África 2000 895 Ocean Decade

The MeerWissen Initiative – African-German Partners for Ocean Knowledge and the United Nations Decade of Ocean Science for Sustainable Development (2021-2030) are pleased to announce the fourth winning project of the 3rd MeerWissen Call for Proposals, to improve the knowledge base for marine Nature-based Solutions in African coastal states.

O projecto seleccionado "Participatory Modeling for Nature-based Solutions in the WIO-Region" (PAMO) fornecerá aos decisores ferramentas de apoio à decisão para facilitar a implementação de soluções baseadas na natureza (NbS) na região do Oceano Índico Ocidental. Os instrumentos de apoio à decisão propostos facilitam a modelação de cenários e a tomada de decisões para a protecção e utilização sustentável dos ecossistemas costeiros. A abordagem inovadora ajuda a ir além da análise individual das NbS, facilitando uma gestão dos recursos costeiros baseada nas NbS, integrando conhecimentos dos intervenientes locais, instituições científicas, e projecções sociais e ambientais. A inclusão do conhecimento local na investigação científica é de grande importância para o desenvolvimento de soluções que garantam meios de subsistência sustentáveis.

Gunnar Finke, Team Leader for Marine Conservation at Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e Chefe do Secretariado MeerWissen afirma: "O projecto de parceria recentemente lançado desempenhará um papel importante na continuação da exploração do NbS marinho para desafios sociais na Tanzânia e Madagáscar. Em nome do secretariado da MeerWissen, felicito o projecto seleccionado por desenvolver esta ideia promissora para melhorar os meios de subsistência costeiros e o estado dos ecossistemas marinhos. Agora é tempo de entrar em acção e torná-los realidade"".

The 3rd MeerWissen Call for Proposals is an official contribution to the UN Decade of Ocean Science for Sustainable Development (2021-2030) that is being coordinated by the Intergovernmental Oceanographic Commission (IOC) of UNESCO. The newly selected project is now endorsed as an official Ocean Decade Action and formally recognised as part of the Ocean Decade.

“We are delighted to have this new initiative join the ranks of Ocean Decade Actions. We thank the MeerWissen Initiative for the continued collaboration to support coastal Nature-based solutions in Africa which is a priority region for the Ocean Decade”, said Julian Barbière, Global Coordinator of the Ocean Decade and Head of the Marine Policy and Regional Coordination Section of IOC/UNESCO.

O projecto seleccionado é um dos quatro projectos vencedores do 3º Concurso MeerWissen realizado em parceria com instituições de investigação marinha africanas e alemãs e um foco temático sobre "Reforçar a conservação da biodiversidade com NbS marinha em África". PAMO é um projecto conjunto do Instituto Tanzaniano de Ciências Marinhas da Universidade de Dar es Salaam e do Centro Leibniz Alemão de Investigação Marinha Tropical. Em Madagáscar, o parceiro de cooperação previsto é a Universidade de Toliara. Os projectos de parceria afro-alemã visam também facilitar a utilização e aceitação de soluções em estratégias e planos de acção nacionais.

Ao longo dos próximos dois anos e meio, os novos projectos envolvem uma fase de Co-Design para desenvolver uma abordagem de projecto partilhada que será depois implementada com actividades a ter lugar em todo o Gana, Madagáscar, Tunísia, Tanzânia e África do Sul. Estas actividades abordarão uma vasta gama de desafios, desde a mitigação das alterações climáticas e inundações, e a redução dos riscos de erosão costeira, até ao combate à poluição das bacias hidrográficas.

O apoio da Iniciativa MeerWissen ao total de quatro novos projectos é possível através de fundos do Ministério Federal Alemão para a Cooperação Económica e Desenvolvimento (BMZ) com um montante máximo de 360.000 euros para cada projecto. O financiamento inclui uma fase de Co-Design de até 9 meses, seguida por uma fase de implementação de dois anos.

Os NbS marinhos desempenham um papel significativo na salvaguarda da subsistência das populações costeiras. Tentam enfrentar simultaneamente múltiplos desafios, combinando medidas de adaptação e mitigação climática, protecção costeira, food segurança, bem como conservação da biodiversidade. Um número crescente de nações costeiras em África está a desenvolver estratégias para implementar o NbS marinho. Isto sublinha a necessidade urgente de novas e inovadoras ciências oceânicas para construir a base de conhecimentos para decisões políticas informadas para a gestão marinha e costeira. Através dos quatro novos projectos de parceria, a Iniciativa MeerWissen ajudará a reforçar a conservação da biodiversidade com o NbS marinho em África.

Para mais informações sobre os outros três novos projectos de parceria: Três novos projectos MeerWissen seleccionados para reforçar as soluções marinhas baseadas na natureza em África.

***

Sobre a Iniciativa MeerWissen:

A Iniciativa MeerWissen - Parceiros Afro-Alemães para o Conhecimento dos Oceanos procura fornecer aos decisores políticos a informação científica de que necessitam para tomar decisões cuidadosamente ponderadas para a gestão e conservação eficazes dos oceanos e das costas de África. A iniciativa MeerWissen reforça as parcerias entre instituições de investigação marinha em África e na Alemanha. Baseia-se na experiência regional dos países parceiros africanos e no papel de liderança internacional da Alemanha na investigação marinha. A iniciativa ajuda a garantir que as futuras decisões políticas se baseiam numa melhor disponibilidade de informação. O MeerWissen é financiado pelo Ministério Federal Alemão para a Cooperação Económica e o Desenvolvimento (BMZ) e facilitado pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ).

Sobre o Década do Oceano:

Proclamada em 2017 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, a Década das Nações Unidas de Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030) ("a Década do Oceano") procura estimular a ciência dos oceanos e a geração de conhecimentos para inverter o declínio do estado do sistema oceânico e catalisar novas oportunidades de desenvolvimento sustentável deste enorme ecossistema marinho. A visão do Década do Oceano é "a ciência de que precisamos para o oceano que queremos". O Década do Oceano fornece um quadro de convocação para cientistas e partes interessadas de diversos sectores para desenvolver o conhecimento científico e as parcerias necessárias para acelerar e aproveitar os avanços na ciência dos oceanos para alcançar uma melhor compreensão do sistema oceânico e fornecer soluções baseadas na ciência para alcançar a Agenda 2030. A Assembleia Geral da ONU mandatou a Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI) da UNESCO para coordenar os preparativos e a implementação da Década.

A DÉCADA DO OCEANO

A ciência que precisamos para o oceano que queremos

ENTRAR EM CONTACTO

PRÓXIMOS EVENTOS

SUBSCREVER A NOSSA NEWSLETTER

OPORTUNIDADES

Junte-se #OceanDecade

Preferências de privacidade

Quando visita o nosso sítio Web, este pode armazenar informações através do seu browser de serviços específicos, normalmente sob a forma de cookies. Aqui pode alterar as suas preferências de privacidade. É importante notar que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar a sua experiência no nosso sítio Web e os serviços que podemos oferecer.

Por motivos de desempenho e segurança, utilizamos o Cloudflare
necessário

Ativar/desativar o código de acompanhamento do Google Analytics no navegador

Ativar/desativar a utilização de tipos de letra do Google no navegador

Ativar/desativar vídeos incorporados no navegador

Política de privacidade

O nosso sítio Web utiliza cookies, principalmente de serviços de terceiros. Defina as suas preferências de privacidade e/ou concorde com a nossa utilização de cookies.